20060722

Com a cabeça tranqüila e serena no travesseiro...

Para a colega jornalista Helena Chagas, atual diretora da sucursal do SBT em Brasília, é possível “ser verdadeiramente ético sim, ainda que estejamos mergulhados num sistema que nem sempre prima pela ética em seu funcionamento. Ética, para mim, é, sobretudo, alguma coisa pessoal, ou seja, normas de conduta que valem tanto para a profissional quanto para a pessoa. Quem não é ético na vida, não o é em nenhuma profissão. E quem é, é.”, conclui ela. Assino embaixo!!! Ética é o mesmo que o espelho da formação de caráter do ser humano. Cada dia observo o pôr-do-sol com a serenidade de encontrar uma noite tranqüila e brilhante, certo de que no amanhecer vindouro estarei com a consciência limpa e renovada, para enfrentar mais uma jornada de obstáculos e vitórias, sabendo que a minha moralidade não será infectada por vírus externos da rusticidade de nossa natureza social. Volto a reafirmar aqui que a assertividade significa para mim, respeitar a dignidade, a moralidade e o caráter de si mesmo e do próximo. Ser ético é saber conviver em sociedade. Na teoria, fala-se e se escreve bastante sobre o tema, no entanto, as dificuldades, os sofrimentos, a origem das injustiças, das desigualdades e dos problemas sócio-econômicos nos dias atuais, se dão pela ausência da prática pessoal da ética. Texto by Ton.

Divulgue o seu blog!