20060808

Paulista prova que é cidadão brasileiro

O Secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo , Saulo de Castro Abreu Filho, desafiou publicamente o Ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, ao se referir que o governo federal faz vistas grossas em relação ao repasse de verdas públicas para a segurança do estado de São Paulo. Desde o primeiro ataque terrorista do Primeiro Comando da Capital - PCC em Maio de 2006 a união prometeu - via Ministério da Justiça - cerca de R$ 100 milhões para a Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo. No entanto, esse dinheiro não chegou, mesmo após ter acontecido a segunda onda de ataques do PCC em meados de Julho. Agora na segunda semana de Agosto, OUTRA vez o PCC comanda uma série de ataques terroristas contra o estado de São Paulo, queimando ônibus na capital e interior, além de detonar bombas em agências bancárias, hipermercados e órgãos públicos como fóruns e procuradoria da justiça estadual. E o dinheiro federal? Promessa do Ministro, para combater o crime organizado, ainda não chegou nas mãos do governo de São Paulo. Note bem, a verba disponibilizada pelo Ministério da Justiça é voltado para o sistema prisional e não para apoiar as ações contra o crime, o Ministro Márcio Thomaz Bastos afirma que o dinheiro está disponível desde o dia 13 de Julho de 2006, mas não diz que esse dinheiro só pode ser aplicado para manutenção e construção de penitenciárias em São Paulo. Por isso que o Secretário Saulo de Castro Abreu Filho é contra as falas do Ministro da Justiça, a polícia de São Paulo espera receber verbas federais para a manutenção de seu serviço de inteligência e reforma do sistema operacional do DEIC - Delegacia Especial de Investigação Contra o Crime Organizado, além de suporte de pessoal e equipamentos, coisas que não devem acontecer com a suposta verba prometida e anunciada pelo Ministro da Justiça. Aqui se instaura uma guerra política de cunho federal e estadual, no mais a população de São Paulo está em meio ao fogo cruzado entre políticos contra políticos e bandidos contra bandidos, ou seria bandidos versus políticos e políticos versus bandidos? A terra é de ninguém para a São Paulo da garoa, que chora suas vítimas que trabalham para viver e vivem para trabalhar! Alguém ainda vai se ligar que o Estado de São Paulo está mais para Bagdá, Cabul, Beirute, Haifa, do que para São Paulo mesmo.... Brasil acorda!!!! hoje São Paulo chora em meio ao descaso das autoridades, amanhã pode ser o Rio e depois quiçá Curitiba, Porto Alegre??? Ainda é possível acreditar que o melhor do Brasil é o brasileiro! Só falta ao cidadão de bem acreditar que é possível acordar para a realidade da Guerra Civil armada em São Paulo. E os políticos continuarão até quando trocando farpas em público para mérito de campanhas partidárias? Dizem que o Exército vem ai, para ocupar favelas e os presídios de São Paulo, será que os milicos vão dar conta da bagunça armada? ou vão fazer campanha para Brasília? tomara que os camaradas das Forças Armadas hajam em sintonia com a polícia e a Secretaria de Segurança do Estado, senão o povo estará a mercê de sintomas narcisistas das autoridades em questão. Texto by Ton.

Divulgue o seu blog!