20061005

Bienal de artes de São Paulo propõe união

“Como viver junto”, tema da 27ª Bienal de São Paulo inspirado nas palestras proferidas por Roland Barthes no Collège de France entre 1976 e 1977, e de uma exposição pautada nos conceitos do Programa Ambiental de Hélio Oiticica (Construção e Programa para a Vida), sem desconsiderar, de um lado, a crescente espetacularização ou midiatização das relações sociais, e, de outro, as tensões e os conflitos deflagrados no cenário geopolítico mundial. Segundo a curadora Lisette Lagnado, que também responde pela Bienal de Veneza, o cenário de visitas das artes em São Paulo é um dos maiores de todo o mundo, já que o público que frequenta a Bienal aqui é todo regional, diferente do que ocorre na europa, pois Veneza recebe gente de todo o mundo. Por este motivo São Paulo é vista como referência de público cativo apreciador de arte moderna contemporânea. Vale a pena visitar a 27ª Bienal de São Paulo que abre suas portas no dia 07 de outubro e se estende até 17 de desembro de 2006 no Parque do Ibirapuera, pavilhão da Bienal. Esse ano a novidade é a articulação de seminários para fazer o público refletir sobre as obras em exposição. Foto: Divulgação. Texto by Ton.

Divulgue o seu blog!