20061030

Xeque cria polêmica social contra mulher

Austrália - Segundo fontes do jornal The Australian a comunidade muçulmana, sob as vozes de Taj el-Din al-Hilali, acaba de levantar uma polêmica social. O líder causou alvoroço ao sugerir que mulheres que não usam o hijab - o vestido que cobre o corpo e a cabeça – estão incitando a violência sexual contra elas próprias. O discurso do xeque Taj el-Din al-Hilali, realizado no mês passado só veio a tona esta semana entre os veículos de comunicação da Austrália, acabou levantando reações de toda a sociedade local, inclusive do primeiro-ministro do país, que qualificou os comentários de "pavorosos". Numa manifestação que ocorreu durante o mês sagrado do Ramadã, o xeque Hilali disse: "Se você pegar um pedaço de carne descoberta e deixar na rua, no jardim, ou no parque, e os gatos vierem e comerem… de quem é a culpa, dos gatos ou da carne descoberta?", diz ele. "O problema é a carne descoberta. Se ela (a mulher) estivesse na sua sala, na sua casa, no seu hijab, não teria acontecido nada." Ele condenou ainda as mulheres que "rebolam sugestivamente" e usam maquiagem, dando a entender que elas atraíam violentadores. "A idéia de que mulheres são culpadas por estupros é ridícula", afirmou John Howard em entrevista ao The Australian. By Ton.

Divulgue o seu blog!