20061121

Olhar sub-aquático...

Ao percorrer pelo centro de uma cidade do interior paulista, especificamente pela Rua Santa Clara, o olhar rápido por uma vitrine encontrou figuras inanimadas sub-aquáticas. O visual alegre e colorido não passa de objetos desenhados por figuras de lindos peixinhos ornamentais, movidos pela expiração de um motor de ar submerso em meio a um aquário irreal. Este é feito de vidro, água, energia elétrica, borracha e seus astros e estrelas de plástico! De fato a imagem dos peixinhos se torna pura e nostálgica, chamando a atenção de adultos e crianças. No entanto, a vida em sua essência não faz parte do cenário sub-aquático, onde os peixes são de "mentira". Eles não comem, não olham para os espectadores do outro lado do vidro, não sentem absolutamente nada, apenas nadam frenéticamente em busca do sentido do movimento da água movida por um motor de ar. Fica então a pergunta, você já se sentiu como um peixe de plástico, movido por forças externas, sem sentimentos? já se encontrou em estado de decoração para alguma ação de valia em sua vida. Pode ser que tenha sido chamado(a) para um reunião de trabalho, apenas para fazer número, dar córun, pois ao relatar suas idéias, sugestões e interesse em ser ativo(a) nas tarefas do seu cotidiano, seja esse profissional, social ou familiar e, acabou tendo que esperar a vez, ou então, não ser ouvido pelo simples ato da ignorância alheia, pelo medo de tais pessoas de serem passadas para trás. Talvez você esteja com aquela expressão de "ué", mas é isso ai, a vida nos prega boas lições! Os peixes de plástico servem apenas para animar o que já está inanimado. Portanto, não deixe que as pessoas te vejam, ou te tratem como seres sem vida, de plástico! Não desista de você, não vire objeto, construa sua imagem no real. Pratique o ato de levantar a cabeça e não julgar. Deixe a Justiça para os Céus, que com certeza ela virá de forma plena a quem a merece, para o bem, ou para o mal; A vida é cheia de surpresas mesmo, até para quem está a caminhar por uma pequena Rua do interior do Brasil. Que você possa respirar o oxigênio de verdade e não apenas ser movido como balão de festas, pois quem respira o ar da vida, difere-se de quem apenas o suga e expira para o nada. Sejamos práticos, inspire e não se mova como um personagem de desenho animado, mostre a mundo a que veio. Texto by Ton.

Divulgue o seu blog!