20061106

Popularização da Tolerância...

16 de novembro /Dia Internacional da Tolerância - Para o psicanalista Raymundo de Lima, se a tolerância pudesse existir sem limites, se fosse uma virtude universal, onde todos fossem plenamente respeitados e respeitadores das diferenças humanas, provavelmente o mundo seria melhor de se viver. O governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, estará celebrando o Dia Internacional da Tolerância (16 de novembro) com a realização do evento Diversid’arte, que contará com a presença do governador Cláudio Lembo, da secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania, Eunice Prudente, demais secretários de Estado e autoridades. O Diversid’arte é criação do chefe de gabinete da Secretaria da Justiça, Hamilton Rangel Júnior, com apoio institucional do Palácio dos Bandeirantes, é o primeiro do gênero e pretende ser um marco na popularização do tema Tolerância, como agenda pública. A Tolerância é uma das tantas virtudes, necessárias para elevar o ser humano à condição de civilidade. Na tradição da filosofia moral, a tolerância não é exatamente considerada uma "grande virtude" ou "virtude cardinal", tal como é a justiça, a coragem, a prudência e a temperança ou moderação. Contudo, ela não deve ser posta do lado das chamadas "pequenas virtudes", como é o caso da polidez. Segundo André Lalande (Vocabulário técnico e crítico de filosofia. SP: M. Fontes, 1993) a palavra tolerância foi "parida" nos conflitos religiosos, no séc. 16, na época das guerras religiosas entre católicos e protestantes. , conta que "os católicos acabaram por tolerar os protestantes, e reciprocamente. Depois foi reclamada a tolerância em face de todas as religiões e de todas às crenças". A partir do século 19, a tolerância estendeu-se ao livre pensamento e, no século 20, passou a ser acordo internacional com intenção de ser exercitada, através da Carta aos Direitos Humanos em 1948, também através de algumas ONGs e de governos não totalitários. De acordo com o escritor e Nobel em Literatura, José Saramago, "a tolerância para no limiar do crime. Não se pode ser tolerante com o criminoso. Educa-se ou pune-se" (Folha de São Paulo, 27/01/95). Tolerância é a moralidade de não atropelar a moral alheia com a própria. Fontes: Patrícia Rangel; Chefe de gabinete da Secretaria da Justiça do Estado de São Paulo, Hamilton Rangel Júnior. By Ton.
EVENTO: DIVERSID’ARTE
Local: Auditório Ulysses Guimarães - Palácio dos Bandeirantes
Data: 13/11/2006
Horário: 19h às 22h
Programação:
- Audiovisual sobre situações de intolerância com trilha “ao vivo” da
Orquestra de Cordas do Instituto Pão de Açúcar;
- Ato Inter-religioso;
- Musical grupo Batakerê;
- Audiovisual GLBTT;
- Entrevistas e depoimentos de vítimas de intolerância (ao vivo);
- Musical da Associação de Deficientes Físicos e Visuais de Mogi Guaçu (Adefivi).
Recital performático sobre diversidade e tolerância no Brasil.

Divulgue o seu blog!