20061113

São Paulo miscigenada em Biarritz

A cidade balneária de Biarritz, no sudoeste da França, acolheu políticos, economistas e pensadores latino-americanos e europeus no VII Fórum de Biarritz. Como referência inter-continental o Fórum permite que Europa e América Latina reflitam sobre suas relações e problemas comuns. Em outubro de 2006, as conversas giraram ao redor de cinco temas: Migrações e Identidades; Movimentos Sociais, Identidade e Governança; Indústrias e Políticas Culturais; Raízes e Valores; Informatização, Cultura e Sociedade do Saber. Representando a maior cidade brasileira, a amiga e secretária de Relações Internacionais da Prefeitura de São Paulo, Helena Gasparian, afirma que a experiência paulista em imigração é tão forte que a cidade se integra em meio a tantas miscigenações de povos, tendo como base dessa integração o seu crescimento econômico. "São Paulo é a cidade mais mestiça do mundo, ela se criou a partir da imigração. Em 1900, tinha 240 mil habitantes, era quase um vilarejo, e hoje tem 11 milhões de habitantes", relata Gasparian em entrevista a RFI - Rádio França Internacional. Detalhe que em São Paulo as culturas se fundem, os povos se aliam, não há formação de guetos por parte de imigrantes, como sempre ocorreu na Europa, em São Paulo é possível ver na mesma calçada (Rua Vinte e Cinco de Março e adjacências) Árabes e Judeus, Japoneses e Chineses, trabalhando e vivendo em harmonia e paz. Foto e Texto by Clayton Fernandes.

Divulgue o seu blog!