20070310

São Paulo recebe Bush e Lula

Após a Segunda Guerra Mundial os EUA ajudaram financeiramente vários países aliados e também os então inimigos do Eixo, como Japão, Itália e Alemanha. Em contra partida foram instaladas dezenas de bases militares americanas em territórios estrangeiros. Foi instalado na década de 1940 o mundo bi-polar!!! Os anos se passaram e a história registrou a ascedência e queda da Guerra Fria, o muro de Berlim CAIU, graças ao árduo trabalho de bastidores do Papa João Paulo II em meio as terras da Europa Oriental, novamente com o apoio dos EUA. Hoje, 2007, os americanos estão focados com ações de Poder junto ao Oriente Médio, Ásia central e países árabes, sendo que o Iraque e Afeganistão já se encontram debaixo do seu manto bélico e diplomático. Agora a América Latina, como sempre desfocada pela Casa Branca!!! No interim dos anos 1980, 1990 e ínicio de século XXI a região dos latinos passou por inúmeras transformações políticas, economicas e sociais, a pobreza não foi abolida, a segurança não se viu em melhores condições e a população local com todas as suas mazelas, alegrias e conquistas, elegeram líderes com cunho socialistas e discursos pós-ditatoriais. Assim se deu no Equador, Bolívia, Argentina, Colômbia, Cuba - comunismo de Fidel, Venezuela e Brasil com o atual liberalismo democrático social. Dentre os países aqui citados o Brasil muitas ficou com as calças curtas em relação a sua política internacional entre os hermanos vizinhos. Tendo que assumir altas cifras negativas em nome da boa vizinhança e da política socialista centrista. Hugo Chavez tentou... tentou e tentou.. vezes por vezes induzir o governo Lula a sua militância contra a política dos EUA - e do presidente BUSH, mas Lula resistiu fortemente aos discursos inflamados do colega Chavez. A Bolívia pregou um ato em cima da Petrobrás, Argentina se voltou contra o Mercosul, o Chile abriu seu comércio direto com os americanos... enfim, os brasileiros se viram sós em meio a América Latina, a sensação de desprestígio e desconsideração ao elefante branco Brasil começava a circular entre os papos de mesas de bares na baixada fluminense e nos bairros de imigrantes paulistas. Até que no terceiro mês do ano de 2007, o presidente Lula recebe em São Paulo a visita secular do "amigo" Bush!!! O encontro se deu na quarta maior cidade do mundo, a maior da região dos muchachos, a agenda? hum! um marco de entendimentos comerciais e tecnológicos para a geração de energia. Os americanos chegaram ao Brasil para ficar. Bush não aguenta mais a presunção e falta de interesse do diálogo de Chavez com relação aos seu parque de petróleo latino, ah! a Casa Branca também não quer mais ficar a mercê do mundo Árabe em relação a aquisição de combustível fóssil. A saída encontrada pelo governo Bush FOI O ETHANOL produzido e desenvolvido pelo Brasil. A parceria proposta pelos americanos é um marco entre as fronteiras do Brasil e EUA, já que o tratado de entendimentos entre os dois países não trata apenas de comércio de combústivel renovável, mas sim de transferência de tecnologia brasileira em contrapartida com o acompanhamento de técnicos e universidades dos EUA e Brasil. Tomara que o governo brasileiro não perca a carruagem dos negócios de energia como se aconteceu com o ciclo da borracha na Amazônia em meados do século XX! Brasil fique de olhos abertos, precavendo-se com patentes, contrapartidas e suporte financeiro, pois os americanos são espertos em demasia. O melhor de toda a história, mesmo Bush sendo aclamado como o anti-político do mundo, é que o Brasil terá a chance única de se tornar de fato uma super potência economica, basta os seus governantes serem competentes para acompanhar o caminhar da presença americana nos canaviais brasileiros. O Ethanol se tornará commodities graças a força de Bush, o Brasil agora está na mira de todo o mundo com relação a sua técnica e suporte de geração de energia a base de culturas agrícolas, os americanos chegaram para para calar a boca de Chavez e mostrar a região que eles não estão 'mortos'. Os vizinhos que se cuidem, já que o presidente Lula mostrou a que veio ao seu segundo mandato!! E não adianta o discurso popular do presidente Chavez na Argentina - no mesmo período em que Bush se encontrará na América Latina - referindo-se ao presidente americano como Cadáver Político e homem com pouco vocabulário... "Bush parece uma vitrola enroscada... rac.. rac.. rac.. terrorismo.. rac.. rac.. segurança mundial.. rac .. raarac.. rac!", pois por hora a América volta a por seus pés no Brasil, resta saber até quando e quem serão os beneficiários dessa nova jornada bilateral técnico-comercial. Bush é o homem do desenvolvimento a todo custo e Lula é o homem do social, quem será o fiel da balança nessas questões difusas? Texto By Ton.

Divulgue o seu blog!