20080609

Financial Times diz que Brasil está em alta

Após receber a elevação de grau de investimentos internacionais relatados pelas agências Standard & Poor's e Fitch, agora é a vez do jornal inglês Financial Times dizer que os fundos de capital do Brasil tiveram entradas de fluxo durante seis semanas consecutivas, totalizando US$1,4 bilhão. Este fluxo, ressalta o diário financeiro, acontece ao mesmo tempo em que outros países emergentes assistiram a severas saídas de fundos de capital. Segundo especialistas ouvidos pelo Financial Times os investidores têm sido atraídos pelo Brasil com base no "crescimento econômico maior do que o esperado e no compromisso do governo com as políticas fiscais". Para o jornal, os operadores de fundo vêem o grau de investimento mais como um "selo de aprovação do que uma mudança radical nos seus fundamentos"."Apesar de o Brasil ser o último dos Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) a receber o grau de investimento, muitos fundos já estão sobrecarregados com as ações de empresas brasileiras." O Financial Times ainda diz que o apetite do investidor se concentra tradicionalmente nas commodities do país, rico em recursos naturais, mas os papéis internos começam a ganhar destaque à medida que os gastos e consumos internos aumentam."O Brasil é o lugar onde vemos as oportunidades mais animadoras", diz Stefan Herz, especialista em fundos de países emergentes. Os fundos de pensão americanos estão animados com a nova política econômica brasileira, portanto, são os que mais ivestem nas companhias do Brasil com esse novo cenário internacional, as commodities ainda ganham destaque entre os fundos dos EUA, mas empresas de bens de capitais já estão chamando a atenção dos americanos, principalmente as que apoiam o setor de infraestrutura, transportes e energia. Fonte: Financial Times By Ton.

Divulgue o seu blog!