20080613

Luz para Todos deve adotar turbina para rincões da Amazônia

Ministro de Minas e Energia diz que está em estudos uso da energia solar e de pequenas centrais hidrelétricas como alternativa para garantir o acesso a eletricidade em comunidades da região amazônica.

Em entrevista ao Bom Dia Ministro, transmitida via satélite para rádios de todo o País nesta quinta-feira (12), o ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, destacou os resultados obtidos com o programa Luz para Todos, alternativas de atendimento às regiões mais remotas e reafirmou o compromisso do governo federal de garantir o acesso à energia elétrica a todos os brasileiros. Leia os dois principais itens relatados pelo ministro:

Luz para Todos - "Em 2003, o governo fez um levantamento com base no censo do IBGE de 2000 e concluiu que havia cerca de dois milhões de domicílios sem energia elétrica no Brasil. Realizou-se um trabalho estratégico no sentido de atender a esses 10 milhões de brasil eiros até o ano de 2008. Ao longo da aplicação do projeto chegamos à conclusão de que o número de excluídos era muito maior. O governo já investiu cerca de 9 bilhões de reais no Luz para Todos. Mas falta uma boa parte do cumprimento das nossas metas. Então, decidimos, sobretudo devido a uma iniciativa do presidente Lula, que o programa prosseguirá até o final do presente governo. Isso porque, além de a meta não ter sido totalmente alcançada, houve novas demandas e pedidos de ligação de energia. Tudo que for apresentado como solicitação nova será atendido em todos os estados da Federação", disse o ministro Lobão.

Luz para todos no Amazonas -" O Amazonas é um estado imenso, com muitas dificuldades de acesso aos municípios do interior e, sobretudo, aos povoados. Imagine quanto custa o transporte de um poste de concreto, além de fios de cobre, equipamentos, operários. É uma operação de guerra. Estamos concebendo um sistema atualmente na tentativa de resolver esses problemas. Esse sistema consiste em colocar os fios elétricos em árvores em vez de instalar postes. É muito difícil chegar lá, mas estamos chegando. O que desejamos é a universalização do benefício da energia elétrica neste País e todos os brasileiros que ainda não têm o beneficio da energia elétrica em suas residências haverão de tê-lo até o final do governo Lula. Em cada estado temos, além da distribuidora que recebe as reivindicações das pessoas que não possuem energia, um comitê gestor e um representante do Ministério de Minas e Energia. Estamos concebendo novas formas de atendimento. Uma delas é o uso da energia solar. Estamos desenvolvendo baterias em algumas universidades. Isso tudo para facilitar a presença da energia nos rincões mais distantes. Outras formas estão sendo concebidas, como, por exemplo, uma pequena turbina de baixo custo para rios que vai gerar algo em torno de 1MW, atendendo a cerca de 150 residências. Isso demonstra o esforço que o ministério está fazendo para, afinal, levar energia e létrica para todos os brasileiros", afirma Lobão. Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. By Ton.

Divulgue o seu blog!