20081204

Educação e afirmação cultural indígena

As 2.517 escolas indígenas de educação básica de 24 estados da Federação começam este mês (dezembro de 2008) uma mobilização para preparar a 1ª Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena, a realizar-se em setembro de 2009, em Brasília. O centro das discussões de estudantes, comunidades e dirigentes indígenas e das áreas da educação do governo federal e dos estados e municípios é Gestão Territorial e Afirmação Cultural. O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que é a primeira vez que o país se organiza para discutir a educação indígena a partir da escola. Embora isso aconteça com 20 anos de atraso (referindo-se à Constituição Federal de 1988). Em 1998 estive in loco entre a Nação Karajá, localizada no alto do Araguaia na Amazônia legal, realizando um documentário para a TV Cultura de São Paulo em uma escola indígena. O entrevistado foi o professor Werreriá, um bravo índio brasileiro que ama a cultura de seu povo. Recordo que viajamos com a equipe de madrugada pelas águas do Araguaia para gravar com os alunos da escola karajá e, ao chegar na aldeia JK às 5h45 da manhã o nobre professor já estava a caminho da escola para montar a classe de estudos da Língua Portuguesa e Karajá. Tivemos a honra de registrar um trabalho inédito realizado pelos próprios índios na Amazônia, trata-se da tradução da língua Karajá para o português e vice e versa. Fonte: Secom. Foto: Clayton Fernandes.By Ton.

Divulgue o seu blog!