20090605

Desmatamento na Amazônia tem queda de 90%

O desmatamento na Amazônia apresentou queda pela terceira vez consecutiva no período de um ano. Entre fevereiro e abril de 2009, com relação ao mesmo período do ano passado, a redução foi de 90%, que, mesmo confrontada com o aumento da cobertura de nuvens na região Amazônica, indica uma diminuição significativa dos índices.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), registrou no último trimestre uma área total desmatada de 197 Km2. De acordo com o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, foi o menor desmatamento dos últimos 20 anos. “A taxa ainda é alta e nossa meta é o desmatamento ilegal zero”, afirmou o ministro.

Ele acrescentou que as ações serão intensificadas nos meses de junho e julho, historicamente estes meses apresentam os maiores aumentos do desmatamento. Para ele, pelo menos 50% da queda se deve às ações integradas do Ibama, da Polícia Federal e da Força Nacional, além das polícias estaduais e a Polícia Rodoviária Federal.
Em um ano, a Polícia Federal já efetuou 244 prisões, instaurou 114 inquéritos policiais e 384 outros termos circunstanciados (envolvendo pequenos delitos). Só a operação Arco de Fogo apreendeu 45 mil m2 de madeira, o que daria para encher 2.200 caminhões, e fechou 516 serrarias.
No Ibama, com o envolvimento de uma força tarefa de 300 homens em 18 operações, foram apreendidos 55 caminhões, 1.200 metros cúbicos de madeira e 5 toneladas de palmito. As reuniões que definem as linhas de ação de combate aos crimes ambientais, centralizadas na Coordenação de Combate aos Crimes Ambientais, ocorre semanalmente.
Dados - O sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (DETER), do Inpe, registrou nos meses de fevereiro, março e abril de 2009, respectivamente, 143 km2, 17 km2 e 37 km2 de desmatamentos por corte raso ou degradação progressiva na Amazônia Legal, totalizando 197 km2.
No trimestre, o estado com mais áreas desmatadas foi o Mato Grosso, onde foram registrados 111 km2. O estado, porém, teve a menor cobertura de nuvens no período, o que significa que teve maior precisão pelo satélite.
Avaliação - O Inpe tem realizado uma qualificação amostral dos dados do DETER desde maio de 2008. Esta análise é feita mensalmente no período seco – de maio a outubro -, e em virtude da baixa capacidade de observação no período chuvoso, que vai de novembro a abril, os dados do desmatamento são avaliados em base trimestral. Fonte: Secom. By Ton.

Divulgue o seu blog!