20090622

ONU debaterá a crise financeira em plenária anual

New York - Os dirigentes políticos de todo o mundo se reunirão na sede da ONU em Nova York, entre os dias 24 e 26 de junho, para analisar a mais grave recessão econômica mundial desde a Grande Depressão. O objetivo do encontro é identificar medidas em curto e longo prazo que atenuem os efeitos da crise, especialmente nas populações vulneráveis, e iniciar um diálogo sobre a transformação da arquitetura financeira internacional, levando em consideração as necessidades e preocupações de todos os Estados-Membros. A Conferência das Nações Unidas sobre a Crise Financeira e Econômica Mundial e o seu Impacto no Desenvolvimento proporcionará um fórum inclusivo para abordar problemas que são motivo urgente de preocupação para todos os países.

As avaliações recentes dos efeitos da atual crise mostram cada vez mais claramente a deterioração da situação social e política nos países menos avançados e nos países de rendimento médio. As esperanças de uma recuperação rápida desapareceram, o que está obrigando os países a se prepararem para uma prolongada contração do comércio, do investimento e do emprego.

Os fluxos de crédito não estão mais disponíveis e várias empresas importantes de investimento e instituições de crédito foram varridas do mapa. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), mais de um milhão de postos de trabalho são perdidos por mês e, segundo a Organização Mundial do Comércio (OMC), a atividade comercial diminui a um ritmo que não se conhecia desde a Grande Depressão.
O Mix Ideais divulgará aqui o resumo do relatório; A Anatomia da Crise – elaborado com base no Relatório do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre a Crise Econômica e Financeira e o seu Impacto no Desenvolvimento. Fonte: UNIC - Valéria Schilling. By Ton.

Divulgue o seu blog!