20090713

Ecoindústrias da França para o Brasil

O mercado das ecoindústrias, no qual a França ocupa o quarto lugar mundial – precedida por Estados Unidos, Japão e Alemanha –, apresenta um grande potencial de crescimento e imensas oportunidades econômicas.

Na França, cerca de 400 mil pessoas trabalham no setor de empregos “verdes”, intensivo em todos os níveis de qualificação da mão-de-obra. Em 2007 esses empregos dividiam-se do seguinte modo: energias renováveis 13%, desempenho energético 43%, meio ambiente “clássico” (água, lixo, poluições) 44%. O potencial de criação de empregos é de 280 mil postos até 2020.

Dos montantes investidos pelos países desenvolvidos a fim de enfrentarem a crise econômica atual, 15% vão para iniciativas de cunho ecológico. A França está entre os primeiros: de acordo com um estudo HSBC, 21,2% dos créditos destinam-se àassim chamada “recuperação verde” da economia, ou seja, uma retomada baseada em tecnologias sustentáveis.

Além disso, o conjunto de medidas ligadas ao Grenelle Environnement acelera a mutação do país rumo a um crescimento ecológico. Consolidando o plano de recuperação e as medidas do Grenelle Environnement, no período 2009-2010 quase 18 bilhões de euros – 1% de seu PIB – de créditos públicos destinam-se à “recuperação verde”, o que coloca a França na vanguarda dos países da UE nesse esforço.

Esses investimentos serão benéficos para a competitividade das empresas, em setores que ocupam um lugar fundamental na atividade econômica francesa:• um plano para o setor da construção vai realizar uma verdadeira ruptura para reduzir o consumo energético das moradias e áreas sociais;• a redução do consumo energético será promovida também através de mecanismos fiscais;• uma política sustentável dos transportes será implementada: sistema bonus-malus (que diminui ou aumenta o preço final do veículo de acordo com sua emissão de dióxido de carbono) no comércio automobilístico, prioridade da ferrovia para as mercadorias, reforço dos transportes coletivos urbanos;• as energias e tecnologias de baixo teor de carbono serão favorecidas.

A França pretende sinalizar claramente o caminho do desenvolvimento de amanhã, optando por permanecer exemplar na transição para os novos modelos de crescimento econômico sustentável. Que esse exemplo francês possa ser aplicado em demais regiões do mundo, especificamente no Brasil. A Royal Business & Associados - (www.royalbusinessconsult.com.br) empresa especialista em desenvolvimento de projetos e estabelecimentos de negócios sustentáveis, tem trabalhado no Estado de São Paulo - Brasil, para que os investimentos de vanguarda de fontes terciárias do primeiro mundo cheguem as ações primárias dos países em desenvolvimento com recursos oriundos de fundos internacionais da europa e dos Estados Unidos, além da ONU.Fonte: França Flash nº 71. By Ton.

Divulgue o seu blog!