20100114

Povos indígenas são retratados por relatório inédito da ONU

Os povos indígenas da Terra ganham destaque em relatório inédito produzido pelo Secretariado do Fórum Permanente sobre Questões Indígenas das Nações Unidas.

O estudo revela dados preocupantes: a população indígena, formada por aproximadamente 370 milhões de pessoas - em torno de 5% do total mundial –constitui mais de um terço das 900 milhões de pessoas que vivem em extrema pobreza em áreas rurais do mundo. Diariamente, comunidades indígenas sofrem com a violência e a brutalidade, políticas de assimilação, desapropriação de terras, marginalização, remoção forçada ou realocação, negação dos seus direitos a terra, impactos causados pelo desenvolvimento em larga-escala, e uma série de outros problemas. As estatísticas publicadas ilustram a gravidade da situação tanto em países desenvolvidos como em países em desenvolvimento.

A Situação dos Povos Indígenas do Mundo revela que as comunidades indígenas sofrem também com desnutrição, acesso limitado a cuidados médicos, falta de recursos cruciais para o bem-estar e a contaminação dos recursos naturais, que contribuem para o precário estado da saúde da população indígena do mundo. De acordo com o relatório, a expectativa de vida da população indígena é 20 anos menor que a média; a comunidade indígena possui níveis desproporcionais de mortalidade infantil e materna e outras doenças infecciosas como malária e tuberculose e as taxas de suicídio na comunidade indígena, principalmente entre os jovens, são consideradas muito altas em diversos países.
O Mix Ideias informa que hoje (14/01/10) é o lançamento OFICIAL do relatório das Nações Indígenas e o mesmo está sendo divulgado simultâneamente em Nova York, Bruxelas, Canberra, Manila, México, Moscou, Pretoria, Bogotá e Rio de Janeiro. Fonte: UNIC.

Divulgue o seu blog!