20100310

Brasil irá sobretaxar produtos americanos!

Após a decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC), de autorizar ao Brasil a retaliar os Estados Unidos, na questão de subsídios americanos na cultura do algodão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que "O Brasil não tem interesse em confrontação. Temos interesse em respeito às decisões da OMC. Ou obedecemos as instituições, ou o mundo vai virar uma bagunça". No início dessa semana, o Brasil preparou, através do Ministério de Relações Exteriores, uma lista de produtos norte-americanos que sofrerão aumento de tarifas de importação, em resposta a política de agricultura americana em específico a cultura do algodão fortemente subsidiada pelo governo.

Os produtos americanos que sofrerão sobretaxas no Brasil vão desde agrícolas como trigo (item essencial para a produção de pães. Tal acréscimo no trigo americano pode acabar elevando o preço do pão que chega à mesa dos brasileiros, pois o mercado internacional também trabalha com a lei da oferta e da procura e a importação de trigo da Argentina não é suficiente para atender o mercado brasileiro) americanos e algodão aos bens manufaturados cosméticos e veículos. O prazo de vigência da sobretaxa de importação sobre produtos americanos deve iniciar em 8 de abril próximo, caso a negociação entre os dois países não chegue a um consenso. Além da lista genérica de bens de consumo, bens de capitais, o governo brasileiro pretende estender as sobretaxas de retaliação aos direitos de propriedade intelectual, como nas exibições de filmes americanos no Brasil.

Segundo o presidente Lula é necessário que haja entendimento entre técnicos do Brasil e dos Estados Unidos sobre tal questão, "Todos nós somos países soberanos e queremos ser respeitados. Que a OMC (também) seja respeitada".
Ainda na pauta comercial Lula afirma que "Se os americanos tivessem feito acordo na Rodada de Doha não estaríamos brigando, e o povo africano estaria vendendo seu algodão para a Europa e para os EUA. Aí quem perde não é o Brasil, que tem competência (na produção de algodão). São os países africanos", conclui o presidente. Fonte: Reuters. Texto by Ton.

Divulgue o seu blog!