20100505

Sustentabilidade como negócio rentável na Amazônia

Atualmente o tema sustentabilidade é a bola da vez em sociedades ditas desenvolvidas, portanto é recomendada pelas Nações Unidas a todos os países do mundo.

É importante notar que a interdependência do homem com a biodiversidade gera condições técnicas que pode levar a sociedade a se extinguir e até mesmo perder o status de humanidade, uma vez que a discussão de mundo é focada em utopias.

No Brasil a presença do poder público é fundamental para regularizar as áreas territoriais da Amazônia. O principal problema da região amazônica como um todo é a ausência de uma organização fundiária, que acaba afastando investimentos vantajosos de empresas e instituições nacionais.

A instalação de grandes projetos na Amazônia vem sendo acompanhada de forma cada vez mais intensa pela sociedade civil, atenta às transformações causadas por esses empreendimentos no meio ambiente e nas comunidades e suas relações sociais.

Algumas empresas, comprometidas com uma mudança de paradigma rumo à sustentabilidade, têm se antecipado e buscado práticas empresariais que não só cumpram a legislação vigente, mas que também incorporem a sustentabilidade de forma efetiva e duradoura, tanto nas suas operações internas como nas suas relações com as populações locais e com o meio ambiente onde se instalam.

Apesar desse contexto positivo, ainda são poucas as experiências em relação a alternativas inovadoras de intervenção que promovam o desenvolvimento local sustentável, especialmente em regiões de complicada configuração socioambiental.

O grupo Royal Business & Associados está apto a atender a demanda do consórcio Norte Energia em ações de responsabilidade socioambiental da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. (http://www.royalbusinessconsult.com.br) .
By Clayton Fernandes.

Divulgue o seu blog!