20110208

FSM - Avanço ou retrocesso?

Desde a 1ª edição do Fórum Social Mundial (FSM) de Porto Alegre em 2001, o mundo mudou. Após uma decada, fatos como a crise econômica do capitalismo levou as maiores potencias à estagnação, da qual ainda não conseguem sair, enquanto os países do Sul do mundo, que privilegiam a integração regional e não os Tratados de Livre Comércio (TLCs) com os Estados Unidos, já a superaram e voltaram a crescer.

O modelo neoliberal perdeu legitimidade, embora siga dominante, mesmo se com afirmações em contrário e com adequações. Nem a vitória de Obama e o fim da era Bush alteraram essa tendência. A Europa de Cameron, Berlusconi, Merkel, Sarkozy, das agudas crises com os respectivos pacotes do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Portugal, Grécia, Irlanda, virou ainda mais à direita.

O FSM do Senegal, na África, reforça o argumento de que, sem construção de forças politicas capazes de dirigir processos concretos, que passam pelos Estados – os existentes ou os refundados -, não haverá avanços ou pode até mesmo acontecer retrocessos, desde sua primeira edição há dez anos.
By. Ton.

Divulgue o seu blog!